sábado, 2 de fevereiro de 2008

Floresta

Recados Para Orkut - RecadosOnline.com






Entre o terror e a noite caminhei
Não em redor das coisas mas subindo
Através do calor das sua veias
Não em redor das coisas mas morrendo
Transfigurada em tudo quanto amei.

Entre o luar e a sombra caminhei:
Era ali a minha alma, cada flor
- cega, secreta e doce como estrelas-
Quando a tocava nela me tornei.

E as árvores abriram os seus ramos
Os seus enormes e convexos
E no estralho brilhar dos seus reflexos
Oscilavam sinais, quebrando ecos
Que no silêncio fantástico beijei.


poema de Sophia Mello Breyner Andresen



bons sonhos...

2 comentários:

cantinho dos sonhos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M.Silva disse...

não é o melhor de Sofia... mas fica a sua opinião no aspecto selectivo...imagem excelente.

bom domingo...passei

bjos